Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Idoso queimado ao fazer fogueira

Os gemidos desesperados de Aurélio Vale, de 78 anos, salvaram-lhe a vida, ontem de manhã, quando as chamas de uma fogueira que ele próprio acendeu, em Vila Nova de Anha, Viana do Castelo, incendiaram a sua roupa, queimando cerca de 70 por cento do corpo. O homem foi transferido de helicóptero para o Hospital de S. João, no Porto, onde permanece internado, com queimaduras de terceiro grau.
2 de Abril de 2011 às 00:30
Homem foi transportado de helicóptero para o Hospital de S. João, no Porto
Homem foi transportado de helicóptero para o Hospital de S. João, no Porto FOTO: Carlos Rocha

"Estava dentro de casa quando comecei a ouvir uns gemidos desesperados, saí cá fora e foi quando vi que o senhor Aurélio estava no meio do campo a arder", disse ao CM uma vizinha da vítima que preferiu manter o anonimato.

O incidente aconteceu ontem, cerca das 11h00. Aurélio Martins do Vale, de 78 anos, tinha aca-bado de fazer uma fogueira, no quintal junto à sua casa, na Rua do Meio, em Vila Nova de Anha, Viana do Castelo, para queimar uns resíduos da agricultura.

Sem se aperceber, o idoso ter-se-á aproximado demasiado da fogueira, que lhe incendiou a roupa. Devido à idade e à pouca capacidade de se mexer, Aurélio não conseguiu fugir e as chamas acabaram por tomar conta de todo o corpo. "Ele estava completamente em chamas, eu nem sabia o que havia de fazer. Ficou com o corpo todo queimadinho", disse, ainda perturbada, a mesma vizinha.

O homem foi socorrido no local pelos Bombeiros Voluntários de Viana do Castelo mas acabou por ser transferido, no helicóptero do INEM, para a Unidade de Queimados do Hospital de S. João, no Porto, onde permanece internado com 70 por cento do corpo queimado.

IDOSO FOGUEIRA VIANA DO CASTELO HOSPITAL SÃO JOÃO PORTO
Ver comentários