Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Idoso torturado no sótão da casa

Um homem de 72 anos foi encontrado pelos filhos, no sótão da sua casa, em Portimão, amarrado a um cadeirão e com sinais de ter sido agredido violentamente no rosto. No chão, ao lado da vítima, que estava semiconsciente e com hipotermia, encontrava-se uma soqueira.

11 de Novembro de 2011 às 01:00
Homem alugava divisões da sua moradia, onde foi torturado. PJ procura motivo e autores do crime
Homem alugava divisões da sua moradia, onde foi torturado. PJ procura motivo e autores do crime FOTO: Miguel Veterano Júnior

Havia dias que a família de Carlos Matias, que reside na zona de Algueirão, Sintra, nada sabia dele, facto que a levou a alertar a PSP. Anteontem de manhã, polícias e bombeiros de Portimão foram à moradia nº 65 da rua do Turismo, mas a sua busca, pelos locais óbvios da casa, não deu resultado. O idoso seria encontrado horas depois – cerca das 21h00 – pelos filhos.

Além das agressões no rosto, Carlos Matias, que foi transportado para o Hospital de Portimão e ontem seguiu para o de S. José, em Lisboa, indicou ainda ter dores no ânus. Devido aos ferimentos, não fala com a polícia.

A residir no local há cerca de vinte anos, a vítima tinha dividido a casa em sete apartamentos, num dos quais vivia sozinha. Alugava os restantes a imigrantes, facto confirmado ao CM por vizinhos. Estes descreveram Carlos Matias como um homem "de poucas falas e rijo". Tinham--no visto, pela última vez, sábado, a trabalhar nas traseiras da habitação. O seu carro, um Opel Meriva, estava "parado há dias frente à casa".

Tratando-se de um sequestro, a investigação passou para a Polícia Judiciária, que procedeu à recolha de indícios na habitação e não detectou sinais evidentes de roubo. Alguns dos inquilinos da vítima já foram ouvidos.

tortura agressão portimão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)