Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

“Imagino o que faz longe das câmaras”

"Se à frente das câmaras ela faz isto à menina, posso imaginar o que acontece quando ninguém está a ver." É o pensamento desesperado de Florinda Vieira, a mulher de Barcelos que criou Alexandra – conhecida como a ‘menina russa’ e que há pouco mais de um ano foi entregue à mãe biológica por ordem do Tribunal da Relação de Guimarães – depois de ver as imagens divulgadas pela televisão russa. A reportagem mostra que a mãe de Alexandra (agora com sete anos) continua a beber e que a violência sobre a menina é constante.
8 de Setembro de 2010 às 00:30
Casal de Barcelos vive chocado com constantes imagens de agressões sobre Alexandra
Casal de Barcelos vive chocado com constantes imagens de agressões sobre Alexandra FOTO: direitos reservados

"Infelizmente, isto não é surpresa alguma para nós", desabafa Florinda Vieira, lembrando que fez "muitos apelos para ajudar aquela mãe, mas ninguém quis ouvir". A menina russa, criada por uma família de Barcelos desde os 17 meses até aos cinco anos, está em situação de risco.

Depois de um canal público da Rússia, o país para onde Alexandra e a mãe, Natália Zarubina, foram viver há pouco mais de uma ano, ter mostrado o primeiro dia de escola da menina, com imagens de uma criança feliz e totalmente integrada, um canal privado de televisão do mesmo país revela agora imagens da realidade cruel em que a menina vive.

Natália, que casou em Dezembro com um cidadão russo, continua a beber e são vários os episódios de violência que a criança presencia e descreve na reportagem.

"Estas imagens desgastam-nos muito. Só queria ter estado lá para acompanhar a minha menina no primeiro dia de escola", diz, emocionada, a mãe de acolhimento. O casal ainda não desistiu de viajar para visitar Alexandra, mas teme que a visita possa ser negativa para a criança.

"Ela já está muito traumatizada, e se formos lá não vai compreender por que não a trazemos", dizem. Os contactos têm sido cada vez menos regulares, mas João e Florinda continuam a acreditar que o regresso é possível: "Se não acreditássemos, já tínhamos deixado de lutar."

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)