Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Imita inspetor da PJ para perseguir a "ex"

Homem, de 46 anos, alvo de queixas da ex-companheira que o acusa de agressões físicas e psicológicas.
Miguel Curado 11 de Fevereiro de 2017 às 09:39
Polícia Judiciária
GNR apreendeu um revólver, 28 munições, uma faca, dois telemóveis, um computador portátil e jogo ilegal no valor de 23 mil euros
Polícia Judiciária
GNR apreendeu um revólver, 28 munições, uma faca, dois telemóveis, um computador portátil e jogo ilegal no valor de 23 mil euros
Polícia Judiciária
GNR apreendeu um revólver, 28 munições, uma faca, dois telemóveis, um computador portátil e jogo ilegal no valor de 23 mil euros
Um homem de 46 anos foi preso pela GNR do Montijo e de Almada por agressões e coação psicológica à ex-namorada, e ao atual companheiro desta. A violência praticada sobre a antiga companheira foi de tal forma, que o detido chegou a fazer-se passar por inspetor da Polícia Judiciária para realizar uma busca domiciliária à casa para onde a mulher se mudou.

A antiga companheira do homem já tinha feito várias queixas na GNR de Alcochete, onde ambos residiam. Denunciou agressões físicas e coação psicológica. Saiu de casa e, em janeiro, arrendou uma habitação no Afonsoeiro, Montijo. O detido, que vive das rendas que recebe como proprietário de imóveis, conseguiu saber a morada da ex-companheira e a identidade do novo namorado. Começou a perseguir os dois, telefonando e deslocando-se ao trabalho do rival para o ameaçar.

No mês passado, engendrou um plano para se deslocar à casa da vítima. Fazendo-se passar por inspetor da Polícia Judiciária, dirigiu-se à proprietária do imóvel e exigiu entrar. O filho da proprietária, no entanto, acabou por expulsá-lo.

Nova queixa contra o homem, levou o Núcleo de Investigação Criminal da GNR do Montijo, com o apoio de colegas de Almada, a realizar na quarta-feira buscas à casa do suspeito, em Lisboa.

Foram apreendidos um revólver, 28 munições, uma faca, dois telemóveis e um computador portátil.

Um juiz submeteu o detido a termo de identidade e residência e proibiu-o de contactar as duas vítimas.
GNR Montijo Almada inspetor da Polícia Judiciária Alcochete Afonsoeiro polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)