Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Impacte ambiental

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Coimbra decidiu que a co-incineração em Souselas só pode avançar depois de realizada uma avaliação de impacte ambiental, dando razão à acção judicial interposta pela Câmara de Coimbra.
28 de Novembro de 2006 às 00:00
O Tribunal suspendeu a eficácia do despacho 16447/2006 do Ministério do Ambiente, que dispensava a Cimpor de Souselas do procedimento de avaliação de impacte ambiental, que a lei obriga a fazer.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)