Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Incendeia duas casas do rival na Lourinhã

Suspeito alcoolizado passou por uma casa devoluta pertencente ao rival e ateou algumas acendalhas com um isqueiro.
Miguel Curado 5 de Agosto de 2020 às 08:31
PJ de Lisboa prendeu incendiário
PJ de Lisboa prendeu incendiário FOTO: Pedro Catarino
Um homem de 32 anos, servente de pedreiro, foi preso pela PJ de Lisboa por ter incendiado duas casas, no espaço de dois anos, pertencentes ao mesmo homem com quem tinha sérias desavenças.

A última situação ocorreu na madrugada de domingo, em Moledo, Lourinhã. Visivelmente alcoolizado, o homem passou por uma casa devoluta pertencente ao rival (um homem com cerca de 50 anos com quem discutia frequentemente, com agressões registadas entre ambos) e ateou algumas acendalhas com um isqueiro, atirando-as por uma janela cujo vidro tinha partido anteriormente.

Os bombeiros agiram rapidamente, impedindo a propagação do fogo. Mas o piso superior da casa de dois andares, sustentado por vigas de madeira, veio a desabar. Inspetores da secção de incêndios da PJ de Lisboa foram chamados a investigar e, horas depois, detiveram o suspeito. Confessou ter pegado fogo a uma outra casa devoluta, do mesmo dono, em 2018. Presente a tribunal, ficou com apresentações semanais.

Lourinhã Lisboa PJ crime lei e justiça justiça e direitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)