Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Incêndio arrasa armazém de algodão

Um incêndio reduziu ontem a cinzas um armazém da empresa têxtil Tearfil, em Moreira de Cónegos, Guimarães. O fogo deflagrou cerca das 08h30 e só foi extinto ao final da tarde, depois de uma complicada operação de retirada da matéria-prima para um descampado.
5 de Setembro de 2005 às 00:00
“Quando chegámos ao local já o edifício estava todo em chamas; a nossa preocupação foi evitar que o fogo se estendesse ao corpo principal da tecelagem e à zona florestal envolvente”, esclareceu o comandante dos Bombeiros de Vizela, Rogério Caldas, adiantando desconhecer as causas do incêndio.
O comandante explicou que “o fogo estava entranhado nos fardos compactados de algodão”, razão pela qual foi necessário remover toda a matéria-prima, através do recurso a retroescavadoras e camiões, para um descampado – junto ao campo de futebol do Moreirense – onde várias cisternas despejaram água ao longo de toda a tarde.
O armazém ficou completamente destruído, mas fonte da administração da empresa – pertencente ao grupo António de Almeida e Filhos e que emprega mais de 700 pessoas – garantiu que o trabalho não está posto em causa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)