Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Incêndio destrói fábrica de plástico

Terá começado ainda de madrugada o incêndio que ontem deixou em escombros a fábrica Flexaco, ligada à área de concentrados aditivos de plástico, no eco-parque de Estarreja. Sem feridos a registar, o fogo não se alastrou às empresas vizinhas.
13 de Maio de 2009 às 00:30
Bombeiros de várias corporações do distrito estiveram no local durante várias horas
Bombeiros de várias corporações do distrito estiveram no local durante várias horas FOTO: Sónia Caldas

O primeiro aviso foi dado por um funcionário às 07h15, que se apresentava ao primeiro turno do dia. A pronta resposta dos Bombeiros de Estarreja esbarrou na falta de pressão da água nos hidrantes. Nas palavras do chefe-adjunto dos Bombeiros de Estarreja, Altino Silva, "estávamos a tentar localizar o foco do incêndio quando se deram várias explosões, possivelmente de motores, que colocaram todo o edifício em risco". Altino Silva sublinhou que a matéria--prima usada na Flexaco "era bastante inflamável, o que prejudicou ainda mais as acções".

A chegada de várias viaturas das corporações vizinhas, meia hora depois, foi decisiva para a circunscrição do incêndio. Três horas após o primeiro aviso, o fogo foi dado como controlado, tendo as operações de rescaldo durado tarde dentro. A estrutura do armazém da Flexaco ficou totalmente comprometida, estando ainda por apurar os danos na parte de escritório.

Valter Matias, um dos quatro sócios-gerentes da Flexaco, fundada em 2003, não conseguiu encontrar uma explicação para o sucedido. "Anteontem, à meia-noite, quando saiu o último turno, estava tudo bem", disse. Visivelmente transtornado, o empresário, de 53 anos, originário de Lisboa, esclareceu ao CM que o dispositivo de segurança do edifício estava "em óptimas condições" e que este se encontra "totalmente coberto pelo seguro". Os 19 postos de trabalho também não estão em risco.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)