Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

"Ficou destruída a minha grande paixão": Incêndio em garagem destrói carro topo de gama e dois clássicos

Moradia em Vila Verde ficou inabitável. Morador estima que danos na casa e nas viaturas ultrapassem os 200 mil euros.
Fátima Vilaça 17 de Novembro de 2019 às 01:30
Carros no valor de 100 mil euros arderam dentro de garagem
Audi R8 estava avaliado em 70 mil euros
Clássico da Simca, único em Portugal, e Golf 1 foram destruídos pelas chamas
Carros no valor de 100 mil euros arderam dentro de garagem
Audi R8 estava avaliado em 70 mil euros
Clássico da Simca, único em Portugal, e Golf 1 foram destruídos pelas chamas
Carros no valor de 100 mil euros arderam dentro de garagem
Audi R8 estava avaliado em 70 mil euros
Clássico da Simca, único em Portugal, e Golf 1 foram destruídos pelas chamas
"É um desgosto enorme. Em minutos, ficou destruída grande parte da minha vida, a minha grande paixão." Foi num misto de tristeza e desânimo que António Nogueira mostrou o que sobrou dos três carros - um Audi topo de gama e dois clássicos, um deles único em Portugal - e duas motorizadas clássicas destruídos por um incêndio que deflagrou na garagem da sua moradia, em Carreiras S. Tiago, Vila Verde. O emigrante estima que o prejuízo ultrapasse os 200 mil euros. A GNR investiga a origem do fogo.

"Só o Audi R8 custou-me 70 mil euros e vê-lo neste estado corta-me o coração. Cumpri um sonho ao comprá-lo e, agora, custa-me muito vê-lo como ficou", lamentou ao CM António Nogueira, enquanto tentava controlar as lágrimas. O emigrante de 67 anos - já aposentado e que trabalhou como soldador em França durante quase 50 anos - não estava em casa quando o incêndio deflagrou, este sábado, por volta das 10h30.



Foi a mulher quem se apercebeu do fumo negro que saía da garagem e, aos gritos, alertou quem mora na mesma rua. "O vizinho ainda tentou tirar o Audi, mas o calor era tanto que não conseguiu entrar", explicou António Nogueira - que chegou à moradia já os bombeiros combatiam as chamas. "Estava tudo a arder. Já nem me deixaram aproximar da garagem", recordou ao CM.

A casa ficou sem água e eletricidade. Por precaução, os bombeiros aconselharam o casal a não ficar na habitação. António e a mulher ficaram alojados em casa de familiares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)