Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Incêndio em Mortágua combatido por mais de 300 bombeiros

Fogo tem duas frentes ativas.
7 de Outubro de 2017 às 20:56
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros combatem incêndio
Bombeiros
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros combatem incêndio
Bombeiros
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros combatem incêndio
Bombeiros
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros
O plano municipal de emergência foi ativado em Mortágua, na sequência de um incêndio com duas frentes ativas que está a ser combatido por 332 operacionais e 102 meios terrestres, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Trata-se de um incêndio rural que deflagrou cerca das 14h14 em Carvalhal/Falgaroso, freguesia de Espinho, concelho de Mortágua, Viseu.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil adianta que "foi ativado o plano municipal de emergência de Mortágua às 19h50".

No terreno estão 332 operacionais, apoiados por 105 meios terrestres, numa operação que envolve cinco entidades. Do total de operacionais, 299 são bombeiros.

No teatro das operações estão também os presidentes de câmara de Mortágua e de Anadia.

Contactada pela Lusa, a presidente da Câmara de Anadia, Teresa Cardoso, disse que o incêndio "já chegou ao concelho", perto das povoações de Algeriz e Parada, freguesia de Vila Nova Monsarros, numa "zona que ardeu no ano passado".

Questionada sobre o ponto de situação do incêndio no concelho, a autarca adiantou que o fogo "está próximo de habitações, mas não chegou às casas" e que até ao momento não houve qualquer evacuação.

"O incêndio começou numa zona florestal no concelho de Mortágua", acrescentou.

A Lusa tem tentado contactar com o presidente da câmara de Mortágua, mas até ao momento sem sucesso.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)