Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Mulher ferida com gravidade em incêndio de Castelo de Bode

Incêndio encurralou pessoas em várias localidades na zona de Tomar.
12 de Agosto de 2017 às 19:47
Pessoas retiradas por barcos em Castelo de Bode
Pessoas retiradas por barcos em Castelo de Bode
Pessoas retiradas por barcos em Castelo de Bode
Pessoas retiradas por barcos em Castelo de Bode
Pessoas retiradas por barcos em Castelo de Bode
Pessoas retiradas por barcos em Castelo de Bode
Pessoas retiradas por barcos em Castelo de Bode
Pessoas retiradas por barcos em Castelo de Bode
Pessoas retiradas por barcos em Castelo de Bode
Uma mulher de 40 anos sofreu queimaduras em cerca de 50 por cento do corpo, na sequência do incêndio que deflagra no concelho de Tomar, disseram este domingo à Lusa fontes da autarquia e da Proteção Civil.

De acordo com fonte do comando nacional da Proteção Civil, a mulher foi atingida pelas chamas na localidade de Vale do Vime, no concelho de Abrantes, distrito de Santarém.






Contactado pela Lusa, o vice-presidente da Câmara de Abrantes, Hugo Cristóvão, acrescentou que a mulher sofreu queimaduras em 50 por cento do corpo e que foi inicialmente assistida no hospital de Abrantes, tendo, devido à gravidade das queimaduras, sido transferida para os Hospitais de Coimbra.

A Proteção Civil revelou ainda que outra pessoa sofreu queimaduras ligeiras na localidade de Outeiro do Forno, tendo sido assistida no hospital de Abrantes.

De acordo com a página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, o incêndio que deflagra em Tomar está a ser combatido por 234 operacionais, apoiados por 71 meios terrestres. O fogo teve origem na localidade de Carvalhal, na União de Freguesias Serra e Junceira, às 15h58 de sábado.

No concelho de Abrantes, igualmente no distrito de Santarém, cinco bombeiros também sofreram, no sábado, queimaduras ligeiras, quando combatiam um incêndio que deflagrou em duas aldeias, na sequência de uma projeção de um fogo em Tomar que atravessou a albufeira de Castelo de Bode. 

Pessoas retiradas por embarcações

Várias pessoas foram ainda retiradas por embarcações em Castelo de Bode, depois de terem ficado encurraladas pelo fogo que deflagrou esta tarde em Tomar.

A barragem de Castelo de Bode foi a única via possível para a retirada das pessoas uma vez que de outra forma não podiam circular. As altas temperaturas, de cerca de 40 graus, ajudaram à propagação do incêndio.


Incendio tomar castelo de bode fogo embarcaçoes rio barcos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)