Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Mais de 1700 operacionais combatem 13 fogos ativos em Portugal

Cerca das 04h20 deste sábado, o maior número de bombeiros estava envolvido nas operações em Miranda do Corvo.
Lusa 14 de Setembro de 2019 às 04:28
 Incêndio em Miranda do Corvo
 Incêndio em Miranda do Corvo
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Incêndio descontrolado em Miranda do Corvo
Incêndio descontrolado em Miranda do Corvo
 Incêndio em Miranda do Corvo
 Incêndio em Miranda do Corvo
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Incêndio descontrolado em Miranda do Corvo
Incêndio descontrolado em Miranda do Corvo
 Incêndio em Miranda do Corvo
 Incêndio em Miranda do Corvo
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Fogo em Miranda do Corvo combatido por quase 500 bombeiros
Incêndio descontrolado em Miranda do Corvo
Incêndio descontrolado em Miranda do Corvo

O combate às chamas mobilizava em Portugal 1.734 operacionais apoiados por 502 veículos às 04h20 deste sábado, com o maior número de bombeiros envolvido nas operações em Miranda do Corvo, segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

O incêndio em Miranda do Corvo, que deflagrou às 18h22 de sexta-feira, obrigou inclusive ao reforço de bombeiros, encontrando-se no terreno 621 operacionais apoiados por 181 viaturas, com a A13 a continuar cortada entre Lamas e Coimbra, de acordo com o 'site' da ANEPC.

Na Sertã, Castelo Branco, estão mobilizados para o combate às chamas 587 operacionais e 171 veículos, num incêndio florestal que deflagrou pelas 14h50 de sexta-feira, na localidade de Marmeleiro.

A ANEPC adiantou à Lusa na noite de sexta-feira que havia registo de 10 feridos, nove bombeiros e um civil.

"No que diz respeito a feridos, no teatro de operações da Sertã, temos o registo de 10 feridos, nove dos quais bombeiros e um civil", explicou Miguel Oliveira, comandante de serviço na ANEPC, em Carnaxide, Oeiras.

Porto, Braga e Vila Real são os outros distritos onde lavram incêndios destacados pela ANEPC e que estão a mobilizar, no total, quase 300 operacionais.

Portugal Miranda do Corvo Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil ANEPC Sertã questões sociais
Ver comentários