Monchique quer plano de reordenamento económico definido até dezembro

Ainda há zonas sem acesso a comunicações ou luz devido ao incêndio.
Por Lusa|12.08.18
  • partilhe
  • 0
  • +

O plano de reordenamento económico da serra de Monchique deverá estar pronto até dezembro, para ser implementado durante "seis a sete anos", anunciou este domingo o presidente da autarquia, Rui André, exigindo "medidas de exceção" na sua aplicação.

Em entrevista à agência Lusa, o autarca afirmou que este plano é "uma oportunidade de corrigir erros do passado" em matéria de ordenamento florestal, permitindo que a população viva num ambiente rural e florestal "em segurança", sem estar a ser "constantemente" ameaçada.

"Não podemos criar uma floresta autóctone só para vislumbre e visita. Ela tem de ter um retorno económico. Esse é um dos grandes desafios", afirmou Rui André (PSD), à frente da autarquia desde 2009, admitindo que algumas espécies invasoras, como o eucalipto, vão ter de ser reconvertidas: "O que não pode acontecer é termos eucaliptos em cima das casas e das zonas urbanas".

Ainda há zonas em Monchique sem acesso a comunicações ou luz 

Ainda há zonas do concelho de Monchique afetadas pelo fogo que estão sem acesso a comunicações ou luz, informou o presidente da Câmara de Monchique, referindo que, no caso da EDP, espera ter tudo reposto até segunda-feira.

No caso da luz, "ainda há zonas que não estão resolvidas", disse à agência Lusa o presidente do município, Rui André (PSD).

O autarca espera que a EDP consiga garantir a reposição total durante este domingo, ou no máximo, até segunda-feira.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!