Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Incêndios provocam pânico e destruição

Dois fogos em meia hora deram muito trabalho a bombeiros de Fajões.
Ana Silva Monteiro 9 de Janeiro de 2017 às 08:45
Fogo em Roriz,  Santo  Tirso, deflagrou num local que funcionava como fábrica de confeção.  Toda a casa ficou em risco
Fogo em Roriz, Santo Tirso, deflagrou num local que funcionava como fábrica de confeção. Toda a casa ficou em risco FOTO: Santo Tirso TV
Destruição, desalojados e feridos. Entre a noite de sábado e a manhã deste domingo, quatro incêndios em casas provocaram o pânico nos concelhos de Oliveira de Azeméis, Santo Tirso e Ponte de Lima. No total, quatro pessoas ficaram temporariamente sem casa e outras tantas foram assistidas.

Eram cerca das 08h15, quando os Bombeiros de Ponte de Lima foram alertados para um fogo numa residência na rua do Souto. As chamas começaram na sala e destruíram parte do mobiliário. Um morador, de 73 anos, foi assistido no local pela equipa médica do INEM, devido à inalação de fumo, mas acabou por recusar ser transportado para o hospital.

Já em Santo Tirso, o caso ocorreu pelas 08h30. Foram os próprios moradores de uma habitação na rua de Macabio, em Roriz, que deram o alerta. O incêndio consumiu o rés do chão da casa - parte que funcionava como fábrica de confeção - e danificou bastante o piso superior. Devido ao risco de derrocada, quatro pessoas ficaram desalojadas. Ao que tudo indica, um curto-circuito terá estado na origem das chamas.

Também os Bombeiros de Fajões, em Oliveira de Azeméis, não tiveram mãos a medir com dois incêndios. O primeiro ocorreu pelas 23h55 de sábado, num prédio na rua da Gândara, em Cesar: um casal com cerca de 40 anos teve de ser hospitalizado. Cerca de 30 minutos depois, na mesma freguesia, um fogo deflagrou numa outra residência. O morador necessitou de receber cuidados médicos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)