Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Incendiou casa por vingança

Um pedreiro de 42 anos, suspeito de provocar um fogo que destruiu uma residência na Figueira da Foz, há 12 dias, foi ontem colocado em prisão preventiva após ser ouvido por um juiz.
22 de Junho de 2006 às 00:00
O arguido, sem antecedentes criminais conhecidos, terá agido por ciúme e vingança, ao incendiar a habitação do homem que desconfiava ser amante da sua mulher.
Detido pela Polícia Judiciária de Coimbra e conduzido a Tribunal para o primeiro interrogatório judicial, na tarde de ontem, ficou a aguardar julgamento no Estabelecimento Prisional de Coimbra.
De acordo com as investigações da PJ, que primaram pela celeridade, o sinistro terá sido iniciado com um simples isqueiro no último feriado de 10 de Junho.
Aproveitando a ausência dos moradores, o incendiário introduziu-se na habitação, situada na Serra da Boa Viagem, nos arredores da Figueira da Foz, e chegou o lume a um monte de roupa que ali encontrou.
Segundo a PJ, os prejuízos atingem as dezenas de milhar de euros e a casa não ficou em condições de ser habitada. No entanto, apesar dos danos avultados, nenhuma das corporações de bombeiros do concelho foi accionada porque as chamas acabaram por se extinguir.
Há um mês, em Lisboa, a Polícia Judiciária foi chamada a investigar um outro caso de fogo urbano de origem criminosa motivado por uma vingança. Um jovem de 19 anos, zangado com os vizinhos, incendiou as águas-furtadas do prédio onde vivia, em Marvila, causando 12 desalojados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)