Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

INEM atropela na passadeira

Dois primos de 13 anos foram atropelados em plena passadeira por uma ambulância do INEM, quando seguia em marcha de emergência, tripulada por bombeiros de Penafiel, na EN106, em Oldrões, Penafiel. Os dois rapazes, Manuel e Rafael, só sofreram anteontem de manhã ferimentos ligeiros porque, apesar de se apresentar em situação de emergência, a ambulância circulava lentamente, uma vez que estava a passar um semáforo vermelho, numa zona densamente frequentada. Um pulso partido e escoriações numa perna foram o resultado do acidente.

3 de Abril de 2009 às 00:30
A passadeira onde os dois primos de 13 anos foram atropelados
A passadeira onde os dois primos de 13 anos foram atropelados FOTO: Alexandre Panda

"Parado no semáforo, havia um camião que tapava a vista tanto à ambulância como aos miúdos. A ambulância vinha com os pirilampos ligados e a sirene. Os rapazes começaram a correr na passadeira e foram apanhados", descreveu ontem ao CM uma testemunha do acidente.

Um familiar dos primos, ambos residentes em Oldrões, explicou ao nosso jornal que os pais não culpam os bombeiros pelo acidente: "Os acidentes acontecem. Só damos graças a Deus por não ter sido pior." Fonte da corporação de Penafiel adiantou ao CM que os bombeiros lamentam o acidente e que o motorista da ambulância ficou transtornado com o choque.

Contactada pelo CM, fonte do INEM adiantou que, embora a ambulância seja do instituto, a tripulação é composta por bombeiros das corporações onde exista um Posto de Emergência Médica. No entanto, o INEM explica que os tripulantes bombeiros têm cerca de 200 horas de formação de condução em marcha de emergência.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)