Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Inspecção a pilares da ponte 25 de Abril

Acção custa cem mil euros e visa detectar danos. Trabalho de mergulhadores irá durar cinco meses e começa em Novembro.
6 de Setembro de 2010 às 00:30
A ponte 25 de Abril tem uma circulação diária de 150 mil veículos e 156 comboios
A ponte 25 de Abril tem uma circulação diária de 150 mil veículos e 156 comboios FOTO: Vítor Mota

Os dois pilares centrais da ponte 25 de Abril, assentes no leito do rio Tejo, irão ser sujeitos a inspecções subaquáticas com o objectivo de "obter informação sobre o estado de conservação e programar eventuais acções de reabilitação", disse ao CM o vice-presidente da Estradas de Portugal, Eduardo Gomes.

A avaliação subaquática dos pilares das pontes é decisiva para prevenir eventuais derrocadas. A 4 de Março de 2001, a ponte Hintze Ribeiro, em Entre-os-Rios, caiu na sequência do desabamento de um pilar. Após a tragédia em que perderam a vida 59 pessoas, a Estradas de Portugal realiza acções periódicas de inspecções subaquáticas.

"Na ponte 25 de Abril, pela complexidade das inspecções subaquáticas, foi lançado um concurso próprio", revelou Eduardo Gomes. A empreitada, orçada em cem mil euros, terá a duração de cinco meses e deverá arrancar em Novembro, depois da abertura das propostas a concurso, agendada para dia 14 deste mês.

O responsável da Estradas de Portugal explicou que o trabalho dos mergulhadores irá incidir sobre a avaliação do estado de conservação dos caixões de aço onde assentam os pilares de betão armado. "É um trabalho longo e complicado em resultado da profundidade – os pilares atingem os 79 metros de profundidade – e pela poluição das águas do rio", referiu.

A ponte 25 de Abril tem uma circulação diária de 150 mil veículos e 156 comboios (Fertagus e CP), pelo que os pilares necessitam de uma inspecção desta natureza de cinco em cinco anos. A ponte é também alvo de obras de manutenção no valor de oito milhões de euros. Segundo informação da EP, serão instalados 65 mil parafusos, porcas e anilhas, 1478 tampas e 31 mil abraçadeiras de plástico. 370 metros de escada serão também alterados. Esta obra, que só deverá ficar concluída em Fevereiro de 2012, irá obrigar a algumas interrupções de trânsito, no horário nocturno.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)