Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

INSPECÇÃO DO TRABALHO ‘APERTA’ CONSTRUÇÃO CIVIL

A Inspecção-Geral do Trabalho (IGT) suspendeu, nos meses de Abril e Maio, 998 frentes de trabalho na construção civil relacionadas com falta de segurança, prevendo chegar às 3.500 suspensões até final do ano.
12 de Junho de 2002 às 22:16
A construção civil é um dos sectores com maior índice de sinistralidade
A construção civil é um dos sectores com maior índice de sinistralidade
A fiscalização das condições de segurança e a consequente suspensão do trabalho em locais onde não estão a ser cumpridas as normas é uma das prioridades da IGT para este ano.


Segundo o inspector-geral, Inácio Mota da Silva, a construção civil é o sector com maior risco de sinistralidade estando a decorrer, neste momento, uma mega-operação de fiscalização em todo o País. O objectivo, disse ao CM, “é cobrir integralmente cada região e todas as empresas dessa mesma região”. Estão envolvidos os cerca de 300 inspectores da IGT.


Inácio Mota da Silva reconhece que as empresas já estão "a tomar algumas medidas", para salvaguardar determinadas situações de risco e recorda que as suspensões têm "repercussões económicas muito grandes" e podem durar semanas.


Valas, com perigo de soterramentos, e andaimes com falta de condições de segurança são dois dos principais motivos que levam à suspensão do trabalho. Frequentes são também os acidentes com equipamentos eléctricos.


Só este ano já morreram 43 pessoas na construção civil, número que o inspector-geral considera ter diminuido ligeiramente quando comparado com os sinistrados do ano passado (156 mortes).


Em Abril e Maio, a Inspecção-Geral do Trabalho visitou 824 pequenos estaleiros, num total de 1.466 empresas. Estas acções abrangeram 4.383 trabalhadores.


Nesse período foram levantados 1.073 autos de notícia, a maior parte relacionados com imigração ilegal, e foram aplicados 885.511 euros (178 mil contos) em multas.


A próxima operação da Inspecção-Geral visa a agricultura, sector onde também são elevados os índice de sinistralidade.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)