Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Instaurado inquérito a professor de Moura

A Direcção Regional de Educação do Alentejo (DREA) instaurou um inquérito para averiguar as circunstâncias que levaram um professor a obrigar uma criança de sete anos a mexer com as mãos na urina.
22 de Janeiro de 2008 às 00:00
Fonte da DREA confirmou ao CM que o processo foi ontem iniciado, no seguimento de queixa do encarregado de educação contra o docente.
O caso, noticiado pelo CM no sábado, ocorreu durante uma aula de Educação Física na Escola Básica dos Bombeiros Voluntários, em Moura, ministrada por um jovem professor sem quaisquer antecedentes disciplinares. O pequeno Flávio Banha, que está a receber tratamentos no Hospital D. Estefânia, em Lisboa, devido a problemas urinários, disse ao docente João Félix que queria ir à casa de banho. Como o pedido foi negado, acabou por fazer chichi na aula, que decorria à tarde numa zona exterior da escola. “O Fábio acabou por mentir, dizendo que era água da chuva, mas o professor agarrou-lhe as mãos e obrigou-o a esfregá-las na urina que tinha feito para o chão”, disse o progenitor, Idalécio Banha, que nesse dia apresentou queixa na PSP por abusos. Garante agora que o “episódio humilhante” marcou o filho. “Temos que dormir com ele porque tem pesadelos. Vamos ter de ir a um psicólogo”, referiu.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)