Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Intervenção policial no Hotel Tivoli

Mais de uma centena de trabalhadores do Hotel Tivoli, em Lisboa, que se encontram em greve envolveram-se esta manhã de sábado em confrontos à porta do edifício o que obrigou à intervenção da Polícia.
15 de Abril de 2006 às 12:25
Segundo o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Sul, os confrontos têm a ver com tentativas de substituição de funcionários em greve o que representa uma "ilegalidade".
A administração contestou as acusações, referindo ter chamado a Polícia quando se apercebeu que os grevistas estavam a impedir a entrada de trabalhadores que não queriam aderir ao protesto e não de outros funcionários contratados para os substituir.
"É normal os hotéis requisitarem trabalhadores a empresas de trabalho temporário para as épocas de alta ocupação, pelo que esta requisição já está prevista há muito tempo, ainda antes da convocação da greve, tal como já está prevista a requisição de um determinado número destes trabalhadores para outras épocas do ano", sublinhou o director-geral Alexandre Soleiro, acrescentando que mesmo sem paralização, "estes trabalhadores iriam trabalhar porque o hotel está na sua ocupação máxima devido à quadra da Páscoa".
A greve foi convocada em quatro hotéis (dois em Lisboa, um em Seteais e outro em Sintra). A administração do Tivoli diz que só 11 por cento dos trabalhadores aderiram apesar dos sindicatos indicarem 90 por cento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)