Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Invade farmácia de caçadeira

Quando o ladrão irrompeu pela farmácia Outurela, anteontem ao início da noite em Carnaxide, já tinha o capuz na cabeça e avisou logo a funcionária que queria todo o dinheiro da caixa registadora – sempre com a caçadeira de canos serrados apontada à cara da mulher.
7 de Janeiro de 2011 às 00:30
Foi esta a farmácia atacada
Foi esta a farmácia atacada FOTO: Lusa

Em poucos minutos, o assaltante conseguiu levar 800 euros. Apavorada, a vítima, que se encontrava sozinha no estabelecimento, não ofereceu qualquer resistência. A farmácia é dotada de câmaras de vigilância e as imagens já foram entregues à Polícia Judiciária que ficou com a investigação do caso.

"Temos esta farmácia há mais de um ano e nunca antes tínhamos sido atacados. Foi uma situação única até agora", disse uma das responsáveis ao Correio da Manhã.

Segundo o relato de algumas testemunhas às autoridades, o homem não tinha qualquer viatura e fugiu a pé. A funcionária ficou em choque, mas não precisou de ser assistida.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)