Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Investigação a padre apreende 4 milhões em roupa e calçado

Apreensão feita no âmbito de investigação a pároco da Lourinhã.
Miguel Curado 3 de Outubro de 2017 às 10:38
Joaquim Batalha
Padre Joaquim Batalha foi constituído arguido
Padre Joaquim Batalha, de 79 anos, nega crimes mas é suspeito de burla e fraude fiscal
Joaquim Batalha
Padre Joaquim Batalha foi constituído arguido
Padre Joaquim Batalha, de 79 anos, nega crimes mas é suspeito de burla e fraude fiscal
Joaquim Batalha
Padre Joaquim Batalha foi constituído arguido
Padre Joaquim Batalha, de 79 anos, nega crimes mas é suspeito de burla e fraude fiscal

A GNR de Mafra apreendeu, nesta segunda-feira, milhares de peças de roupa e de calçado de valor estimado superior a 4 milhões de euros, num armazém na zona de Santa Maria da Feira.

A operação realizou-se no âmbito da investigação ao processo no qual foi constituído arguido o padre Joaquim Batalha, de 79 anos, pároco de Ribamar, na Lourinhã, e dirigente da Fundação João XXIII.

Recorde-se que, tal como o CM noticiou a 6 de setembro, o inquérito iniciou-se após terem sido descobertas peças de roupa contrafeita à venda num armazém da fundação João XXIII, em Livramento, Mafra, e que seriam destinadas a doação para crianças desfavorecidas na Guiné-Bissau.

Além do padre Joaquim Batalha, o processo tem mais uma arguida: uma funcionária da fundação.

Ver comentários