Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Investigação à queda de avião pode levar oito meses

As causas do acidente da aeronave da Academia Aeronáutica de Évora, que causou a morte ao piloto e dois tripulantes, só deverão ser conhecidas em Maio de 2010.
18 de Setembro de 2009 às 00:30
Os alunos holandeses que morreram no acidente
Os alunos holandeses que morreram no acidente FOTO: direitos reservados

"Os inúmeros destroços tornam difícil a investigação. Poderá levar oito meses", frisou ontem Lima Bastos, director do aeródromo de Évora. O comandante acrescentou, no entanto, que algumas das respostas ao sinistro serão encontradas "nos instrumentos que ficaram a salvo".

A queda do bimotor Seneca-Piper – 0 11º acidente aeronáutico desde o início do ano em Portugal e o terceiro num mês no Alentejo –, deu-se na noite de terça-feira perto de aldeia de Sete, Castro Verde. As vítimas, o piloto e instrutor da academia, Javier Terron, espanhol de 25 anos, e dois alunos de nacionalidade holandesa, Dennis Falize, de 18, e Andrew Miller, 21, estavam em treino e regressavam a Évora depois de passagens por Sevilha e Faro.

Ver comentários