Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Pessoas e empresas “roubam” terrenos para receber fundos europeus

Terras que estão inscritas em candidaturas não estão limpas nem em condições de plantação.
Diogo Carreira 15 de Agosto de 2019 às 21:14
Pessoas e empresas “roubam” terrenos para receber fundos europeus
Pessoas e empresas “roubam” terrenos para receber fundos europeus FOTO: CMTV

O 'Investigação CM' desta quinta-feira revela que há pessoas e empresas que usam terrenos que à primeira vista estão inutilizados para receber fundos europeus. O esquema é denunciado por vários proprietários. No entanto, os legítimos donos não sabem e não dão autorização. 

Em vários casos, as terras que estão inscritas em candidaturas não estão limpas nem em condições de plantação.

O Ministério da Agricultura, que tutela o Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas, responsável pela atribuição de subsídios, confirma ao 'Investigação CM' apenas 11 casos em dois anos de burlas, mas acrescenta que na maioria dos casos se tratam de "diferendos entre proprietários que reclamam a mesma parcela" e que os "subsídios não são atribuídos". No entanto, nos casos analisados pelo 'Investigação CM', o dinheiro chegou às empresas que não foi utilizado nos terrenos usados na candidatura.

Algumas das empresas apontadas recebem por ano até 40 mil euros em fundos europeus referentes a diferentes candidaturas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)