Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Investigação por violência doméstica resulta na apreensão de uma arma em Espinho

Numa busca domiciliária à residência do arguido foi encontrada uma arma de caça e 500 munições.
Lusa 20 de Junho de 2017 às 14:40
GNR
GNR FOTO: Vítor N. Garcia
Um indivíduo de 41 anos foi segunda-feira constituído arguido em Espinho pelo crime de violência doméstica, revelou esta terça-feira o Comando Territorial de Braga da GNR que, "por precaução", lhe apreendeu também uma arma de fogo e respetivos acessórios.

A intervenção foi conduzida pelo Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas, que, no decorrer dos procedimentos policiais relativos a uma denúncia de agressão familiar, realizou uma busca domiciliária à residência do sujeito e aí encontrou uma arma de caça, uma ponteira para a mesma e ainda 500 munições.

Segundo explicou à Lusa fonte do Comando de Braga da GNR, a arma em causa estava devidamente licenciada, mas foi apreendida "por representar sempre algum risco em casos de violência doméstica".

A mesma fonte adianta que o sujeito em questão foi entretanto constituído arguido e está agora sujeito a termo de identidade e residência, até leitura da respetiva sentença.
Espinho crime lei e justiça polícia arma violência doméstica apreensão crimes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)