Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Investigação sobre rapto leva polícia a apanhar homem em fuga desde 2014

Suspeito vai cumprir uma pena de quatro meses por condução de veículo sem carta, crime que cometeu há cinco anos.
Lusa 11 de Dezembro de 2019 às 15:45
GNR
GNR FOTO: Ricardo Almeida
Uma investigação por alegado rapto levou à detenção de um homem de 33 anos, em Gondomar, fugido desde 2014, que vai cumprir uma pena de quatro meses por condução de veículo sem carta, informou a GNR esta quarta-feira.

A detenção feita pelo Comando Territorial do Porto, através do Posto das Medas, em Gondomar, ocorreu no dia 07 de dezembro, após a GNR ser "alertada para o facto de o suspeito ter trazido a filha de um ano para Portugal sem autorização da mãe, detentora do poder paternal e a residir em França", explica o comunicado da Guarda.

"No seguimento das diligências com o intuito de identificar o paradeiro do homem e da criança, os militares apuraram que este estava alojado em casa de familiares, tendo sido intercetado e a menor, depois de confirmados os factos, entregue à avó materna até à chegada da mãe", acrescenta a nota de imprensa.

Desta ação "resultou o cumprimento do mandado de condução que se encontrava pendente desde 2014 por condução de veículo sem habilitação legal, tendo o detido sido conduzido a estabelecimento prisional para cumprimento de pena de quatro meses de prisão efetiva", lê-se ainda na informação disponibilizada por aquela força policial.

O processo relativo ao alegado rapto seguiu para a Polícia Judiciária.

GNR Gondomar crime rapto polícia forças policiais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)