Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Irmãos fazem 40 assaltos

Gang de cinco homens roubou máquinas de tabaco e talhos. Disparavam quando eram abordados pelas vítimas e atropelaram um militar da GNR.
24 de Novembro de 2010 às 00:30
Os cinco detidos vão aguardar julgamento em prisão preventiva
Os cinco detidos vão aguardar julgamento em prisão preventiva FOTO: Nuno Fernandes Veiga

Durante mais de sete meses, três irmãos, juntamente com dois cúmplices, assaltaram mais de 40 estabelecimentos. O grupo, altamente violento, que tem ligações ao gang de Valbom, não olhava a meios: disparava contra testemunhas e chegou a atropelar um militar da GNR. Ontem de madrugada, após um roubo em Castelo de Paiva, o gang foi detido pela Polícia Judiciária do Porto.

Os detidos, com idades entre os 21 e os 36, a maioria com antecedentes criminais, foram presentes a tribunal. Todos vão aguardar julgamento em prisão preventiva.

O primeiro crime ocorreu a 22 de Abril, altura em que os irmão Pinto, residentes em Valbom, e os dois cúmplices roubaram um Audi Q7, avaliado em 115 mil euros. Seguiram-se dois roubos, a 2 de Junho, um deles a um café em Gondomar, de onde levaram a máquina de tabaco que continha vários maços, avaliados em 6700 euros, e um outro em São Pedro da Cova. Consumados os roubos, o gang dirigiu-se para um monte, onde acabou por ser interceptados pela GNR. O grupo pôs-se então em fuga e acabou por atropelar um militar.

O sentimento de impunidade dos ladrões começou a crescer de dia para dia. Para além de roubarem máquinas de tabaco, começaram a furtar talhos e atacaram ainda uma ourivesaria. Num dos últimos casos, um café em Paredes, o gang chegou mesmo a dar um tiro a um morador. Apesar de a GNR ter ido logo ao local, os irmãos Pinto não fugiram. Em vez disso, decidiram assaltar mais um estabelecimento na zona.

Ontem de madrugada, após mais um roubo , foram apanhados pela PJ do Porto numa casa em Gondomar. No local, os ladrões tinham máquinas de tabaco, carros, elevadas quantias em dinheiro e também armas.

ROUBOS PORTO DETIDOS TABACO ATROPELADO GNR
Ver comentários