Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Já arderam 7373 hectares este ano

Área ardida entre 1 de janeiro e 5 de junho aumentou 51% face aos 4876 hectares do período homólogo de 2018.
Miguel Curado 12 de Junho de 2019 às 08:52
Incêndio destruiu mais de 600 hectares de floresta em Ourique, um dos maiores fogos deste ano
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros no combate aos fogos
Bombeiros
Incêndio destruiu mais de 600 hectares de floresta em Ourique, um dos maiores fogos deste ano
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros no combate aos fogos
Bombeiros
Incêndio destruiu mais de 600 hectares de floresta em Ourique, um dos maiores fogos deste ano
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros no combate às chamas
Bombeiros no combate aos fogos
Bombeiros
A área ardida no País entre 1 de janeiro e 5 de junho aumentou 51% face a período homólogo de 2018.

O Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), organismo tutelado pelo Ministério da Agricultura responsável pela monitorização de toda a mancha florestal do País, contabilizou 7373 hectares de área consumida pelas chamas (o equivalente a 7373 campos de futebol) , um claro aumento face aos 4876 hectares que arderam no mesmo período de 2018.

Apesar de a área ardida ter aumentado, o número de incêndios rurais, segundo o ICNF, diminuiu ligeiramente este ano.

Assim, foram contabilizados 4058 fogos, menos 932 ocorrências do que as 4990 ocorridas no ano transato. De acordo com os dados que o instituto facultou esta terça-feira à Lusa, a média de incêndios da última década, durante o mesmo período, foi de 5119 ignições.

O povoamento florestal sofreu os principais danos com os fogos já ocorridos este ano: desapareceram 3390 hectares. O ICNF assinala ainda que foram queimados 3198 hectares de mato e 785 hectares de área agrícola. A média da última década foi de 15 076 hectares durante o mesmo período.

O distrito do Porto tem o maior número de ignições este ano: 684 ocorrências, seguindo-se Braga, com 434, e Vila Real, com 355. Braga, por seu turno, teve a maior extensão de área ardida, com 1254 hectares, seguida de Vila Real, com 1134, e Viana do Castelo, com 1010.

Maio e março foram os meses com o maior número de incêndios rurais, com 1356 e 1284 ocorrências.

PORMENORES 
Fogo de Ourique
O incêndio de Ourique, um dos maiores já deflagrado este ano, destruiu mais de 600 hectares entre segunda-feira e a madrugada de ontem. O combate às chamas durou mais de 24 horas.

Helicóptero
O helicóptero de combate inicial aos fogos vai chegar à Madeira já após arrancar o plano operacional de combate do arquipélago. A causa é um atraso no visto do Tribunal de Contas.

Satélite
Os dados estatísticos relativos a incêndios apresentados pelo ICNF refletem uma análise dos dados produzidos pelo satélite ‘Modis’, que serve o Sistema Europeu de Informação de Incêndios.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)