Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

JÁ SEI QUE FOI UMA BALA

Felisbela já sabe a verdade. “Não foi uma bola”, diz, “foi uma bala”, anuncia, repetindo o que o padrinho, Américo Lourenço, lhe contou anteontem à noite: a menina esteve internada no Hospital de Santa Maria porque um rapaz a baleou quando ela brincava no infantário do Pendão, em Queluz, e não por causa de uma bola que a teria feito cair no recreio.
11 de Maio de 2003 às 00:01
Abraçada ao Tito, um urso de peluche que lhe foi oferecido pela professora, Felisbela afirma que “o menino fê-lo sem querer” e depois “chorou”. Foi desta forma que o padrinho lhe contou a tragédia que se abateu sobre a família no dia 16 de Abril.
“Foi ela que, quando lhe contei o sucedido, perguntou se o rapaz tinha chorado e eu acabei por confirmá-lo”, esclarece ao CM Américo Lourenço.
“Se chorou muito está bem”, respondeu Felisbela.
Contente com o quarto novo, que para além de uma cama, guarda-vestidos e televisão, tem também, agora, uma cómoda e uma mesa-de-cabeçeira oferecidas por uma comerciante de Queluz, a menina ri à gargalhada com as piadas dos familiares e às patifarias de Sara, uma cadelinha da sua vizinha Fátima.
Emocionado com o regresso da sua única filha ao lar está José Dias, que não cabe em si de contente e diz não ter palavras para agradecer a solidariedade que tem recebido, em especial a de um benemérito do Feijó, Carlos Rilho. Comerciante de peixe e marisco, este homem de 41 anos licitou anteontem, por cinco mil euros, os seis desenhos de Felisbela postos a leilão pelo CM.
Também um frigorífico e uma arca congeladora foram oferecidos sexta-feira à família. Américo Lourenço diz que a maioria das ofertas provém de pessoas modestas.
“A arca foi oferecida por uma acordeonista dos Bombeiros Voluntários de Loures. O pai dela veio cá e fartou-se de chorar”, conta o padrinho, referindo que ontem de manhã foram à feira de Massamá e uma feirante ofereceu a Felisbela umas calças de ganga. Também um modista da Costa do Castelo já prometeu fazer uns cortinados para o quarto da menina.
“Quando viajamos de carro muita gente reconhece-a e acena-lhe. É espantoso”, salienta Américo, surpreendido com a popularidade da afilhada.
DIA-A-DIA
CONSULTAS
Felisbela tem amanhã uma consulta de clínica geral no Hospital de Santa Maria. Também na sexta-feira irá ao hospital para ser vista por um neurologista. Por agora, a menina toma umas gotas e um analgésico para as dores. “Come de tudo e dorme muito bem” segundo o pai, que acrescenta “Desde que regressou não pára quieta.”
EXCURSÃO
Vítor ‘jornaleiro”, vizinho de Felisbela, já tem agendada outra excursão, desta vez a Santiago de Compostela, Espanha. Depois de ter organizado uma peregrinação a Fátima, Vítor prepara para os dias 15, 16 e 17 de Agosto uma viagem a Santiago, com duas pernoitas em Braga, revelou ao CM. O objectivo é “rezar pela Felisbela”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)