Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Jackpot de 62 milhões

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa é o vencedor antecipado ao fim de seis semanas de ausência de totalistas no Euromilhões. Com o aumento do prémio do jackpot em jogo – 62 milhões de euros para esta semana – a instituição vê crescer para valores inéditos o total de receitas obtidas.
3 de Abril de 2005 às 00:00
Maior prémio de sempre é sorteado na próxima sexta-feira pelas 21h15
Maior prémio de sempre é sorteado na próxima sexta-feira pelas 21h15 FOTO: Natália Ferraz
Sexta-feira, o encerramento das máquinas ditou um total de jogo vendido de 21,5 milhões de euros (só a França investiu mais – 21,8 milhões –, mas num valor muito inferior em gastos per capita). Quantia que representou 27 por cento das receitas obtidas nos nove Estados que aderiram ao loto europeu.
Na semana anterior, em que já tinha sido atingido o máximo de receitas, foram recolhidos cerca de 17 milhões de euros. Na próxima sexta-feira é previsível que as vendas obtenham novo recorde, segundo avançou ao CM, o presidente do Departamento de Jogos da Santa Casa, Fernando Paes Afonso.
Os portugueses são, entre os europeus, os que mais jogam no loto cujos prémios estão livres de impostos. Cada português joga em média, por semana, 1,25 euros. Contudo na última semana a repartição per capita saltou para os 2,04 euros.
Além do fascínio pelo valor do primeiro prémio, que todas as semanas envolve quantias nunca vistas em jogos nacionais, os portugueses já instituíram hábitos relativamente ao mais recente jogo da Santa Casa.
Uma dessas práticas é a esmagadora maioria só jogar no último dia ao fim da tarde. “Perante a quantidade de pessoas a jogar não é possível em alguns mediadores evitar as filas de espera”, precisou Paes Afonso. “Só na última sexta-feira foram gastos pelos portugueses 13 milhões de euros, no loto europeu.”
Sem precedentes, nesta última edição do Euromilhões foram registado 3 364 590 bilhetes, num total de 10 705 770 apostas.
Numa semana sem totalistas, em Portugal caiu um dos dois terceiros prémios, o que corresponde um valor unitário de 409 241,02. Com o 2.º prémio foram apuradas duas apostas na Europa, valendo cada 1,442 milhões de euros.
Na próxima sexta-feira, pelas 21h15, nascerão novos milionários. Ou mais um jackpot recorde.
DOIS PRÉMIOS
JOVENS DE GUIMARÃES
Dois jovens de Moreira de Cónegos (Guimarães)acertaram em Novembro de 2004 no maior prémio até hoje atribuído no Euromilhões. Receberam cerca de 43 milhões de euros depois de terem jogado dez euros. Identificados pela população, os jovens e suas famílias refugiaram-se em local desconhecido com medo de poderem ser alvo de um sequestro. Entraram para a lista dos cem mais ricos do país.
ANÓNIMO DE LISBOA
A 18 de Fevereiro último, um euromilionário nasceu em Portugal. Jogou dez euros na Casa Campião, em Lisboa, um dos maiores mediadores do País. A sorte garantiu-lhe dez milhões de euros. Quando reclamou o prémio junto do Departamento de Jogos da Santa Casa de Lisboa, manteve o anonimato.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)