Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Jorge Mendes dá casa a família vítima de incêndios

Empresário de Cristiano Ronaldo levou família a conhecer pessoas que foram vítimas dos fogos e ficaram sem nada.
Luís Oliveira 12 de Novembro de 2017 às 01:30
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
Jorge Mendes levou a  família à zona atingida pelo fogo
O empresário Jorge Mendes vai pagar a construção de uma casa a uma família que ficou desalojada nos incêndios de outubro em Treixedo, Santa Comba Dão. O empresário de Cristiano Ronaldo teve conhecimento do caso desta família, com três filhos menores e que ficou na miséria, através do CM e avançou. A autarquia vai ajudar Jorge Mendes a ultrapassar os aspetos burocráticos para que a construção do imóvel aconteça o mais rápido possível.

"Olha, olha, é o Jorge Mendes!!!", disse Daniel Ferreira, de 34 anos, quando viu o agente FIFA a chegar à aldeia de Treixedo, longe de imaginar que vai ter em breve um tecto para abrigar a companheira Raquel Sofia, de 26 anos, e os três filhos: Guilherme, de 9 anos; Joana, de 5; e o pequeno Gustavo, com 10 meses.
Esta família já dormia na noite de domingo, 15 de outubro, quando o fogo invadiu a aldeia. "Só tivemos hipótese de salvar os nossos filhos, mais nada", lembra Raquel Sofia. Jorge Mendes fez questão de se deslocar à aldeia de Treixedo e ver o rasto de destruição causado pelas chamas. Levou consigo a mulher e quatro dos cinco filhos. O objetivo foi mostrar-lhes as consequências catastróficas daquele que é considerado o incêndio mais violento e devastador alguma vez ocorrido no nosso País.

"É impressionante o grau de destruição, não há palavras para descrever", disse ao CM Jorge Mendes, antes de ficar a conhecer a família que vai ajudar. O ponto de encontro foi o largo em frente à casa onde a família agora vive. Numa casa emprestada, tal como a roupa e os brinquedos dos meninos. Como a alimentação e as fraldas. Jorge Mendes cumprimentou o casal e os filhos e disse-lhes: "Eu e a minha família vamos ajudar-vos. Vão ter uma casa nova." Raquel ficou emocionada e Daniel sem palavras. Os dois meninos mais velhos gritaram de alegria.

"A partir de agora vou acompanhar a vossa vida. Só vos peço para terem juízo e que eduquem da melhor forma estas 3 crianças", disse o empresário que visitou a casa destruída pelo fogo.

Cem habitações destruídas em Santa Comba Dão 
Os incêndios de outubro destruíram centenas de casas de primeira habitação em vários concelhos do Centro do País, nos distritos de Viseu e de Coimbra.

Só em Santa Comba Dão, as chamas consumiram mais de 100 habitações. No que respeita às casas de primeira habitação, a reconstrução estará garantida, mas não será um processo fácil nem rápido. Por isso, o gesto solidário de Jorge Mendes foi recebido pelo autarca local com natural satisfação. "É um gesto muito bonito, que agradecemos", disse Leonel Gouveia, presidente da Câmara de Santa Comba Dão, a Jorge Mendes, na altura em que o empresário solicitou a ajuda do autarca para resolver os aspetos burocráticos que é preciso ultrapassar.

O autarca, que não teve qualquer participação na escolha da família que vai ser ajudada, comprometeu-se a colaborar em todo o processo que vai resultar na construção de uma casa para esta família que só teve tempo de fugir com a roupa que tinha no corpo.

Pormenores
Critério dos filhos
Para escolher as vítimas a ajudar, Jorge Mendes teve como critério o número de filhos do agregado familiar.

Posse do imóvel
O empresário de Cristiano Ronaldo vai colocar o imóvel a construir em Treixedo em nome dos três filhos do casal.

Acompanhamento
Jorge Mendes prometeu à família que, em breve, vai regressar a Treixedo para dar início a todo o processo de construção da nova casa do casal.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)