Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Jorge Sampaio acusado de inércia

O presidente do Fórum Português Contra a Violência acusou o Presidente da República, Jorge Sampaio, e a diplomacia portuguesa de não fazerem nada para garantir a segurança dos cidadãos portugueses na África do Sul.
26 de Março de 2005 às 12:53
O padre Carlos Gabriel
O padre Carlos Gabriel FOTO: d.r.
A opinião foi expressa pelo padre Carlos Gabriel em declarações prestadas à rádio TSF na sequência da morte de mais um comerciante português em Joanesburgo, o sétimo desde o início do ano.
O presidente do Fórum Português Contra a Violência alega que só depois de “muita insistência” é que dois assessores de Jorge Sampaio aceitaram recebê-lo em Lisboa no próximo dia 5 de Abril.
Segundo o padre Carlos Gabriel foram precisos "três anos de telefonemas, comunicados, cartas e artigos nos jornais para ser recebido", e mesmo assim não pelo próprio PR, mas por assessores seus.
O presidente do Fórum Português Contra a Violência anunciou que durante o encontro vai pedir às autoridades portuguesas para questionarem o governo sul-africano sobre a situação vivida pelos portugueses naquele país, nomeadamente o facto de serem alvo de tantos actos de violência.
O padre Carlos Gabriel acusa a diplomacia portuguesa de não se interessar pela defesa dos interesses das comunidades portuguesas no estrangeiro, sobretudo da criminalidade de que são alvo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)