Jovem arrisca dez anos por doze mortes

Tio e sobrinho julgados por acidente de 24 de março de 2016.
Por João Tavares|12.06.18
Emigrados na Suíça, doze portugueses procuravam a forma mais barata de visitar Portugal. Para isso, optaram por fazer a viagem numa carrinha adaptada, conduzida por Ricardo Pinheiro, jovem de 21 anos, e propriedade do tio deste, Arménio Martins, de 44.

A 24 de março de 2016, quando seguiam na apelidada ‘estrada da morte’ de França – RCEA – um acidente brutal custou a vida a todos os passageiros. Apenas o condutor sobreviveu, que juntamente com o tio vai começar esta quarta-feira a ser julgado.

Tanto Ricardo como Arménio – naturais da zona de Trancoso – vão ser julgados pela morte dos portugueses, que perderam a vida à passagem por Moulins. E é nessa mesma localidade que vai decorrer o julgamento. Ricardo Pinheiro pode ser condenado a uma pena de prisão até dez anos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!