Barra Medialivre

Correio da Manhã

Portugal
4
Siga o CM no WhatsApp e acompanhe as principais notícias da atualidade Seguir

Jovem de 18 anos colhida no dia de anos por carro sem seguro

Condutor ultrapassou autocarro que parou para deixar vítima passar em passadeira.
Fátima Vilaça 21 de Outubro de 2022 às 23:32
A carregar o vídeo ...
Jovem atropelada na passadeira por condutor sem carta no dia de aniversário
U ma jovem foi atropelada esta sexta-feira de manhã, quando atravessava, numa passadeira, a Avenida da Liberdade, em Braga. A vítima, que esta sexta-feira completava 18 anos e que transportava um bolo para festejar na escola com os amigos, sofreu ferimentos graves. As marcas que ficaram no carro mostram a violência do embate. O condutor, de 60 anos e nacionalidade brasileira, que vive desde março em Vieira do Minho, não tinha documentos, nem pessoais, nem do veículo. A PSP veio, mais tarde, a confirmar que o carro não tem seguro.

“A jovem apareceu por detrás do autocarro, estava a chover muito, não a consegui ver, admito. Fiquei muito assustado com tudo isto”, declarou ao Correio da Manhã o condutor, ainda visivelmente perturbado. O homem não tinha documentos, o que levou a PSP a ponderar avançar para a detenção. Mais de uma hora após o acidente, conseguiu provar que tinha carta de condução e não foi detido. Quanto ao carro, propriedade de um familiar, não tem qualquer registo de seguro. Foi multado.

O atropelamento aconteceu às 08h30, numa altura em que chovia com intensidade e o trânsito estava compacto. Um autocarro parou para deixar a jovem passar na passadeira, e foi ultrapassado pelo carro que colheu a vítima na via da esquerda. “Ouvi um estrondo e ainda vi uma caixa pelo ar, só me apercebi depois que estava uma rapariga no chão, já com pessoas à volta dela. Devia estar desmaiada porque não respondia”, descreveu ao CM João Oliveira, que saia do autocarro quando o atropelamento ocorreu. Refere ainda que o condutor estava “muito aflito” e que necessitou de ajuda para acionar os meios de socorro.

A jovem foi assistida no local por uma equipa de socorristas da Cruz Vermelha de Braga e por uma equipa médica do INEM que acompanhou o transporte até ao hospital.



Pormenores
29 vítimas mortais
Nos primeiros seis meses do ano, o número de pessoas que morreram atropeladas aumentou consideravelmente. Das 207 vítimas mortais que as autoridades registaram nas estradas do continente, 14% eram peões (29), um aumento de 20,8% em relação a 2021.

136 feridos graves
No primeiro semestre do ano PSP e GNR contabilizaram 136 peões que ficaram feridos com gravidade (menos um do que em 2021) em vários acidentes e 1901 feridos ligeiros, mais do que os 1367 registados em igual período de 2021.



Avenida da Liberdade Braga PSP crime lei e justiça
Ver comentários
C-Studio