Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Jovem viola duas amigas de infância

Eram amigos de infância. Aproveitando-se disso, ‘Pedro’ (nome fictício), de 16 anos, violou duas adolescentes dois anos mais novas, uma delas por duas vezes, com grande violência. Em casa, o suspeito residente na zona de Cantanhede, guardava como troféus diversos objectos das vítimas.
21 de Janeiro de 2010 às 00:30
Jovem viola duas amigas de infância
Jovem viola duas amigas de infância FOTO: Ricardo Cabral

Os crimes ocorreram em Junho, Julho e Dezembro do ano passado, em "locais isolados" – sem casas, nem movimento de carros ou pessoas –, após encontros combinados através de contactos pessoais e da troca de mensagens por telemóvel.

O jovem começava por se enamorar das vítimas, convencendo--as a dar um passeio. Dos beijos e das carícias a que as adolescentes correspondiam, avançou para os contactos sexuais. E não foi a recusa delas que o impediu de satisfazer as suas intenções.

"Ele pretendia ir mais longe e como elas se recusavam usou da sua força física para as obrigar", disse ontem uma fonte ligada à investigação, adiantando que "nunca houve uma relação sexual tradicional, mas os factos apurados pela investigação configuram crime de violação".

Das três vezes, o jovem terá actuado de forma violenta, chegando a deixá-las feridas, usando os dedos. As raparigas eram ainda ameaçadas para que "nada contassem" do que se tinha passado entre eles. O facto de serem amigos desde a infância e terem estudado nas mesmas escolas facilitou o contacto entre o violador e as vítimas, que ao aceitarem o passeio não imaginavam o que se iria passar a seguir .

Na terça-feira à tarde, a Polícia Judiciária de Coimbra fez uma busca à residência do suspeito, onde encontrou vários objectos que as vítimas reconheceram como seus e que estavam guardados como troféus. A descoberta dos objectos não deixou dúvidas aos investigadores sobre quem praticou os crimes. Presente ao Tribunal de Cantanhede, saiu em liberdade com a proibição de contactar as vítimas e apresentações semanais às autoridades.

ESPANCADO PELA MÃE DE MENINA QUE TENTOU VIOLAR

Um adolescente de 15 anos tentava violar uma menina, de 24 meses, quando foi apanhado em flagrante pela mãe da criança, que espancou o agressor, na Ilha de São Miguel, Açores, na semana passada. Outros familiares da vítima, ao saberem do sucedido, também agrediram o suspeito ao pontapé e à dentada.

O adolescente ficou gravemente ferido e deu entrada no Serviço de Urgência do Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada. Contactada pelo CM, fonte da PSP confirmou a ocorrência, adiantando que o caso está agora a ser investigado pela Polícia Judiciária. A PJ, por seu turno, escusou-se a adiantar pormenores uma vez que o caso ainda se encontra sob investigação.

Segundo o CM apurou, ninguém foi ainda detido, quer pela violação, quer pelas agressões.

TRIBUNAL SUSPENDE PENA A ABUSADOR

O Tribunal de Cantanhede condenou, terça-feira, a três anos de prisão um homem de 70 anos, por abuso sexual de uma menina de 12 aos, neta da sua mulher, mas decidiu suspender a pena. O arguido, natural do Barreiro, para onde fugiu após o crime, dispõe agora de seis meses para indemnizar a vítima em 15 mil euros, por danos morais. O caso ocorreu em Março de 2008, quando o homem foi surpreendido pela mulher a molestar a menina, em Covões. O Tribunal deu como provados os crimes imputados pela Acusação, alicerçados nas declarações da vítima e de uma médica perita em Medicina Legal.

PORMENORES

ANTECEDENTES

Apesar de ter apenas 16 anos, o jovem já teve problemas com as autoridades por ter sido detido a conduzir veículos sem estar habilitado para o fazer.

ESTUDANTE

‘Pedro’ está matriculado num curso profissional de uma escola de Cantanhede, mas tem faltado à maior parte das aulas.

TEMPO LIVRE

O jovem vive com os pais, que trabalham durante o dia e dispõe de muito tempo livre, sem qualquer controlo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)