Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

JOVEM VIOLADOR DE IDOSA FUGIU COM CALÇAS NA MÃO

Uma mulher de 74 anos foi violada e agredida no seu quarto, na aldeia de Pardielas, Ferreira do Zêzere, por um vizinho de 25 anos que fugiu nu e com as roupas na mão pela porta das traseiras da casa.
26 de Março de 2004 às 00:00
Maria Gomes reconheceu o suspeito, que entrou no quarto por uma janela, apesar de ter a cara tapada
Maria Gomes reconheceu o suspeito, que entrou no quarto por uma janela, apesar de ter a cara tapada FOTO: Carlos Ferreira
A vítima, Maria José Gomes, foi atacada enquanto dormia, depois de o agressor entrar pela janela, em busca de dinheiro, era 01h00 da passada segunda-feira.
"Ele despiu-se todo, andou aos murros a mim e fez-me tirar a camisa de dormir. Fez o que quis de mim", contou ontem a idosa, que vive sozinha numa casa antiga à entrada de Pardielas.
O jovem tentou entrar pela porta da rua, partindo o vidro para girar a chave, mas não conseguiu e acabou por arrombar a janela do quarto de Maria José Gomes. Depois de estar lá dentro, foram os gritos e pedidos de socorro da vítima, associados ao latir dos cães, que o puseram em fuga sem roupa no corpo, por temer ser surpreendido em flagrante.
Apesar de actuar de cara tapada e a falar grosso, para disfarçar a voz, Maria José Gomes reconheceu-o de imediato. A resposta não se fez esperar: "Disse-me que se eu contasse alguma coisa me matava com uma faca", adiantou a idosa.
O jovem andou mais de um dia a monte, mas veio a entregar-se no posto da GNR de Ferreira do Zêzere, onde confessou o crime. Não terá roubado nada. Presente ao primeiro interrogatório judicial, foi posto em prisão preventiva, em Leiria, onde vai aguardar julgamento.
O detido estava desempregado e não terá antecedentes criminais, mas pendem sobre ele suspeitas da autoria de furtos ocorridos nos arredores da aldeia de Pardielas.
Maria José Gomes esteve no Instituto de Medicina Legal de Coimbra, onde os exames terão confirmado a ocorrência da violação. As agressões de que foi vítima não obrigaram, contudo, a internamento hospitalar.
FUGA E VIOLÊNCIA
INDÍCIOS
O violador de Pardielas deixou junto à casa uma camisola, que ficou presa num portão durante a fuga. As autoridades também terão detectado indícios nos vidros das janelas e da porta, que partiu com uma pedra.
AVÓ E NETO
Em Julho do ano passado, uma mulher de 69 anos, residente no Barreiro, foi violada e agredida pelo próprio neto, um rapaz de 17 anos procurado pela polícia por furtos.
CONDENADO
Um homem foi condenado pelo Tribunal de Coimbra a 18 anos e meio de prisão por assaltar, violar e matar uma mulher de 90 anos. Com 29 anos, conheceu a pena em Junho de 2003.
Ver comentários