Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

JUDICIÁRIA INVESTIGA VOLUNTÁRIOS DA AJUDA

O comandante da Corporação de Bombeiros Voluntários da Ajuda, João Caldeira, que acumula o cargo com o de presidente da direcção da mesma corporação, estará a ser investigado, pela Polícia Judiciária, devido a suspeitas relacionadas com desvios de dinheiro da corporação, gestão danosa, utilização abusiva de viaturas do quartel e falsificação de documentos.
12 de Julho de 2002 às 00:16
Os Voluntários da Ajuda são financiados pela Câmara de Lisboa e João Caldeira foi um dos bombeiros que se manifestou, anteontem, na Praça do Município, exigindo os pagamentos autárquicos em atraso, e que, na altura, iniciou mesmo uma greve de fome que acabou por terminar ao meio-dia de ontem. Contactado pelo Correio da Manhã, o comandante mostrou-se surpreendido, negou as acusações e disse desconhecer a investigação.

As investigações terão tido início em Maio, depois de alguns elementos da corporação da Ajuda terem entregue na PJ documentos que, acusam, “provam a implicação do comandante em diversas irregularidades”.

“Começámos a aperceber-nos da saída de dinheiro da conta da corporação através de cheques passados em branco ou então para pagar operações que nunca se realizaram”, contou ao Correio da Manhã um dos Queixosos.

O mesmo adianta que as suspeitas datam de 2000 mas só começaram a ganhar consistência em 2001.

“Desde que apresentámos queixa, a PJ tem interrogado algumas pessoas. Eu resolvi falar agora, pois, não gostei de que ele envolvesse o corpo de bombeiros nas suas lutas com a câmara”, justificou. Contactada pelo CM, a Polícia Judiciária não negou nem confirmou a investigação, até porque a mesma se encontrará em segredo de justiça.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)