Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Judiciária procura homicida perigoso

A Polícia Judiciária de Aveiro já identificou o homem que esfaqueou até à morte um indivíduo de 54 anos, anteontem à tarde durante uma discussão de trânsito, junto à praia do Areão, em Vagos. O suspeito em fuga tem 40 anos e vivia num acampamento cigano na zona de Vagos. A PJ montou um forte dispositivo de caça ao homem, em colaboração com a PSP e a GNR.
14 de Fevereiro de 2009 às 00:30
A vítima acabou por morrer quando ia a caminho do Hospital Distrital de Aveiro
A vítima acabou por morrer quando ia a caminho do Hospital Distrital de Aveiro FOTO: Carla Pacheco

O presumível homicida tem cadastro. Cumpriu pena de prisão, precisamente por um crime de homicídio, também à facada e igualmente durante uma rixa de trânsito. Tem ainda outros processos de ataques violentos devido a discussões de trânsito.

Anteontem, voltou a reagir com violência a um gesto intimidatório do emigrante Domingos Pimentel, em resposta a uma sua buzinadela. Revoltado com a ameaça, atravessou o seu automóvel à frente do outro veículo, um Mercedes vermelho, saiu do carro e, numa questão de poucos segundos, esfaqueou duas vezes a vítima. Depois fugiu ao volante do seu automóvel preto. O irmão da vítima, que seguia no carro, assistiu a tudo, mas entrou em estado de choque e não conseguiu reagir.

Quando os Bombeiros de Vagos chegaram ao local, já a vítima se encontrava em paragem cardior-respiratória. Apesar das várias tentativas de reanimação, o homem viria a morrer a caminho do Hospital de Aveiro. A vítima era emigrante nos Estados Unidos, onde trabalhava na construção civil e estava a passar férias na terra natal, Gafanha do Areão. Domingos Pimentel deveria regressar a New Jersey no início do próximo mês.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)