Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Juiz critica GNR que escondeu violência contra marido da amante

Militar atingiu o rival com um tiro de Glock numa perna.
Tiago Virgílio Pereira 14 de Janeiro de 2020 às 09:02
Bruno Cardoso, militar da GNR de 36 anos, disparou contra o rival com uma arma pessoal, que tinha para sua defesa
Bruno Cardoso, militar da GNR de 36 anos, disparou contra o rival com uma arma pessoal, que tinha para sua defesa FOTO: Nuno André Ferreira
O Tribunal de Viseu começou esta segunda-feira a julgar um GNR e um ex-casal por crimes de ofensas à integridade física. O caso remonta a 22 de janeiro de 2018, em Laceiras, Carregal do Sal. O militar Bruno Cardoso disparou um tiro que atingiu numa perna Luís Anjos, de 37 anos, à data dos factos casado com a mulher, de 38, que manteria uma relação com o guarda.

Os dois negaram ao coletivo de juízes qualquer ligação para além da amizade, mas durante vários meses falaram com regularidade e mantiveram encontros. A mulher justificou-os, dizendo que serviam "para desabafar problemas" do casamento. Bruno, de 36 anos, acrescentou que esta o procurava até para "relatar situações de violência doméstica". E foi aí que o presidente do coletivo de juízes interveio. "O senhor como GNR sabe que este é um crime público e não agiu. E se tivesse acontecido algo mais grave. Como seria?", questionou.

No dia do crime, o militar tinha consigo, como era hábito, uma pistola Glock de calibre 9 mm, que adquiriu para defesa pessoal. "Não disparei para a zona do coração", garantiu Bruno, que responde por um crime de ofensa à integridade física qualificada.

A mulher terá sido autora e instigadora de um crime de ofensa à integridade física qualificada. E ainda autora imediata de um crime de ofensa à integridade física e outro de detenção de arma proibida, pois quando deu a arma ao GNR fê-lo sem ter licença ou autorização. Luís responde por ofensa à integridade física e dano.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)