Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Juíza esconde filha dos avós

Tribunal pediu ao SEF para apurar se a criança de 6 anos foi levada pela mãe para o estrangeiro.
28 de Janeiro de 2014 às 13:04
juíza, esconde, filha, dos, avós
juíza, esconde, filha, dos, avós FOTO: Nuno Fernandes Veiga

Passaram mais de três anos desde que os pais de Cláudio Rio Mendes, o advogado morto a tiro pelo ex-sogro na Mamarrosa, Oliveira do Bairro, viram a neta pela última vez. Agora querem saber o paradeiro da menina, de 6 anos, já que a mãe desta, a juíza Ana Joaquina, impede a criança de visitar os avós paternos, ao contrário do que o tribunal tinha decidido.

Depois de a magistrada ter pedido uma licença sem vencimento ao Conselho Superior de Magistratura para estudar no estrangeiro, a família do advogado pediu ao tribunal que o passaporte da menor fosse entregue a título cautelar. Ana Joaquina, porém, mantém-se incontactável e paga 200 euros por cada visita que a menor falhe com os avós paternos.

O Juízo de Família e Menores de Aveiro já pediu ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) para informar se a filha de Cláudio Rio Mendes saiu efetivamente do País. O juiz Paulo Albernaz questiona se a menina abandonou o território nacional por via aérea ou marítima, e em que data o fez.

"A tragédia deu-se em fevereiro de 2011 e já antes disso não víamos a menina", disse ontem ao CM Celso Mendes, irmão do advogado mortalmente baleado. O homicida, pai de Ana Joaquina, cumpre 16 anos de prisão.

juíza esconde filha dos avós
Ver comentários