Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Julgado por violência sobre mulher e enteado

Um homem de 22 anos acusado de violência doméstica, suspeito de violentas agressões à sua companheira e ao filho desta, de dois anos, começa a ser julgado na quarta-feira nas varas criminais de Lisboa, no Campus da Justiça.
5 de Novembro de 2012 às 17:53
Julgamento começa quarta-feira no Campus da Justiça, em Lisboa
Julgamento começa quarta-feira no Campus da Justiça, em Lisboa FOTO: Bruno Colaço

Fonte ligada ao processo adiantou à agência Lusa que o arguido está em prisão preventiva ao abrigo deste processo. Além de responder criminalmente, sob o arguido recai um pedido de indemnização cível do Centro Hospitalar de Lisboa pelos tratamentos prestados ao menor, na sequência das alegadas agressões de que foi alvo por parte do padrasto.

Segundo o despacho de acusação do Ministério Público (MP), o alegado agressor e a companheira viviam em união de facto desde meados de 2011.

De acordo com o MP, a 22 de Dezembro desse ano, quando o casal já residia em Lisboa, o arguido ficou a tomar conta do filho da companheira para esta ir trabalhar. Nesse dia, o homem terá desferido várias pancadas na cabeça do menor e enviado a mesma contra a parede, o que lhe causou fractura craniana.

Além disso, sustenta a acusação, o padrasto partiu o braço esquerdo à criança, pegou num cigarro e queimou-lhe os olhos, os lábios e os pés, pontapeou-o nas pernas e nas costas e, com um objecto não identificado, provocou-lhe várias lesões na zona genital. O MP refere que a criança ficou com queimaduras de primeiro e de segundo grau.

Quando a companheira regressou a casa e constatou os hematomas no rosto do filho, tentou levá-lo ao hospital, mas foi agredida pelo companheiro. Contudo, conseguiu fugir de casa e levar o filho ao hospital.


A partir desse momento, mãe e filho refugiaram-se na casa de outras pessoas, explica a acusação. O MP acrescenta que, pelo menos desde Junho de 2011, o arguido batia no menor e na sua mãe.

O homem não trabalhava e vivia dos rendimentos da companheira. O arguido está acusado dos crimes de violência doméstica e de maus tratos a menores.

O inquérito foi conduzido pela 7.ª secção do Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa, que é especializada em violência doméstica, em articulação com o tribunal de Família e Menores de Lisboa.

O início do julgamento está agendado as 09h30 de quarta-feira na 8.ª Vara Criminal de Lisboa, no Campus da Justiça.

agressões violência mulher filho julgamento campus da justiça lisboa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)