Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Justiça inglesa decide extradição

Gary Mann, o adepto inglês que foi detido durante o Euro’2004 por envolvimento em actos violentos e que acabou por ser expulso do País, está em risco de ser obrigado a regressar ao nosso país para cumprir a pena de dois anos de prisão a que foi condenado por incitar motim.

3 de Agosto de 2009 às 00:30
Distúrbios em Albufeira
Distúrbios em Albufeira FOTO: Jorge Godinho

Gary regressou à Grã-Bretanha e não cumpriu pena. Aguarda agora a decisão da Justiça inglesa de o extraditar para Portugal.

O inglês, bombeiro em Kent, no sul de Inglaterra, contesta a condenação portuguesa, dizendo que o julgamento não foi justo. Look-Chi Wang, advogado de Gary, critica o facto de, passados cinco anos, o inglês ter de voltar a Portugal para cumprir sentença por um crime que diz não ter cometido, considerando que uma eventual extradição viola os direitos do Homem.

A possibilidade da extradição é encarada por Gary Mann como um choque, deseja continuar com a família em Inglaterra, mas continua sem saber o desfecho do caso.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)