Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Homem justifica crime com 'achado'

Ex-recluso detido com munições.
Sérgio Pereira Cardoso 24 de Agosto de 2015 às 19:02
Relação de Guimarães reduziu condenação, mas manteve pena efetiva
Relação de Guimarães reduziu condenação, mas manteve pena efetiva FOTO: Secundino Cunha
Após múltiplos crimes violentos e vários anos nas prisões de Paços de Ferreira e Coimbra, um homem de Braga viu ser-lhe concedida liberdade condicional em 2011. Desde então, arranjou emprego e terá tentado refazer a vida, mas acabou por ser apanhado, em janeiro último, com duas munições no casaco. Voltou a ser condenado a cadeia.

O arguido, 29 anos, tentou desculpar a posse de projéteis próprios para armas de fogo longas, de repetição semiautomática ou tiro a tiro. Disse ao tribunal de Braga e, depois, à Relação de Guimarães – para onde recorreu dos oito meses de prisão – que tirou as munições, que encontrou num vaso, por brincadeira, quando saía do prédio em Braga, o que os juízes consideram ser uma justificação "descabida" e "inconsequente".

Garantia ainda que desconhecia estar a cometer um crime, apesar de ter sido já condenado por detenção e tráfico de armas, homicídio na forma tentada, entre outros crimes. Ainda assim, e por ter conseguido emprego e estabilizar a vida, viu ser-lhe reduzida a pena para quatro meses de cadeia.
prisão liberdade condicional tribunais crime lei e justiça Braga Paços de Ferreira Coimbra
Ver comentários