Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Kasparov ganhou em duas horas

João Borges da Assunção, assessor dos assuntos económicos do Presidente Cavaco Silva, foi o último dos 20 portugueses – entre eles o comentador Pacheco Pereira e o maestro Pedro Osório – a inclinar o seu rei perante o antigo campeão do mundo de xadrez Garry Kasparov. A partida simultânea decorreu no Centro de Congressos do Estoril e durou uma hora e 50 minutos.
13 de Outubro de 2006 às 00:00
Pacheco Pereira foi um dos adversários do campeão russo
Pacheco Pereira foi um dos adversários do campeão russo FOTO: Jorge Paula
Durante o jogo, disputado em 43 lances, Kasparov comeu tabletes de chocolate, a única exigência que fez à organização. Antes, o russo (nascido no Azerbaijão) alinhou uma a uma todas as peças dos 20 tabuleiros.
Kasparov mostrou o seu conhecimento da cultura portuguesa ao recordar Vasco da Gama, Fernão de Magalhães e ao parafrasear Humberto Delgado, para falar de Vladimir Putin: “Obviamente, demitia-o.” Ao ‘Jornal de Negócios’ o xadrezista, opositor do presidente russo, confessou temer pela vida depois da morte da jornalista Anna Politkovskaia: “Tento proteger-me a mim e à minha família o máximo possível.”
Ver comentários