Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

LABORATÓRIOS ANTIGOS ATRAEM NOVOS À CIÊNCIA

Aproveitando a Semana Europeia da Ciência, a Universidade do Minho (UM) resolveu abrir as portas da sua Escola de Ciências e dos seus laboratórios aos alunos do secundário.
11 de Novembro de 2004 às 00:00
Trata-se de uma forma prática de sensibilização para as áreas científicas dos alunos que em breve terão de fazer a sua escolha em termos de ensino superior.
Paralelamente, e graças à aprovação por parte das instâncias europeias de um projecto de divulgação científica intitulado ‘O fascinante mundo da ciência’, decorre no Museu Nogueira da Silva, na cidade de Braga, uma exposição de algumas das preciosidades do espólio histórico-científico do ‘velho’ Liceu Sá de Miranda.
A vice-presidente da Escola de Ciências da UM, Célia Pais, explicou que o objectivo inicial era apresentar material científico antigo da Universidade, mas como a academia minhota tem só 30 anos, foi feita uma parceria com a direcção do Sá de Miranda.
“Foi uma ideia maravilhosa, desta forma, temos uma mostra riquíssima, de grande valor histórico e científico e que certamente vai cativar de forma excepcional a sociedade civil”, disse Célia Pais, destacando que “a iniciativa vai decorrer até ao dia 24, porque é nesse dia que se assinala o Dia Nacional da Cultura Científica”.
Mas esta exposição veio evidenciar mais uma vez a necessidade e a urgência da criação de um museu que cuide e exponha o rico património científico e natural que existe na Escola Secundária Sá de Miranda.
“É um conjunto único no País, sobretudo ao nível da física e da história natural e a única técnica de conservação que possuímos é o pó”, disse o docente António Freitas.
RARIDADES
BIOLOGIA
Uma águia embalsamada com mais de 200 anos, animais exóticos vindos de África, répteis conservados em álcool e dentes de mastodonte com mais de sete milhões de anos são algumas das raridades patentes nesta exposição.
FÍSICA
Salta à vista uma monumental tabela periódica, mas as atenções centram-se noutras preciosidades como um microscópio de platina rotativa, um medidor e registador da pressão atmosférica ou os práticos meridianos elásticos.
CINEMA
Um dos objectos mais admiráveis da Exposição é, sem sombra de dúvida, a mais antiga máquina de projectar filmes da cidade de Braga. É do início do século XX e pertence ao Teatro do Sá de Miranda, infelizmente degradado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)