Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Ladrão escorraçado das três casas que arrombou

Dez anos de cadeia não serviram de lição a um toxicodependente detido anteontem pela PSP de Oeiras. É suspeito de vários assaltos a residências da cidade. O ladrão foi apanhado após ter entrado em três casas para furtar artigos que vendia para comprar droga. Foi sempre escorraçado pelos proprietários.
31 de Maio de 2005 às 00:00
O toxicodependente foi detido por elementos da PSP de Oeiras pouco depois do último assalto
O toxicodependente foi detido por elementos da PSP de Oeiras pouco depois do último assalto FOTO: Jorge Godinho
Com 36 anos, o detido já conta com duas penas de prisão por roubo. Saíu da cadeia há dois meses. No sábado, a primeira casa que arrombou, perto do Parque dos Poetas, Oeiras, rendeu-lhe 10 mil euros em ouro. Fonte policial disse ao CM que o detido vendeu o ouro de imediato “por 115 euros”.
Após a venda, o toxicodependente voltou à residência de onde tinha trazido os bolsos cheios de ouro.
Mas desta vez não teve tanta sorte. “Quando voltou, já lá estavam os donos da casa que o escorraçaram”, disse a mesma fonte. O assaltante escolheu então um segundo apartamento, mas a sorte foi igual: acabou na rua.
Na terceira visita, a uma outra casa, o assaltante arrombou a porta e deparou-se com uma proprietária furiosa. “Envolveram-se em confrontos e ela defendeu aquilo que era seu com um ferro de engomar”, acrescentou a fonte policial.
Ainda assim o assaltante antes de fugir roubou um isqueiro que não valia mais de três euros. A dona da casa alertou de imediato a PSP, que já tinha recebido as queixas dos outros proprietários. Acabou detido perto do local do crime.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)