Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Ladrão esfaqueou taxista para roubar 15 euros

Um taxista foi esfaqueado no rosto e na cabeça, anteontem à tarde, em Cucujães, Oliveira de Azeméis, por um cliente que lhe roubou 15 euros. “Foi tudo muito rápido, nem vi a faca. Só senti o sangue a escorrer-me pela cara e fugi”, explicou a vítima, de 58 anos.
23 de Março de 2007 às 00:00
O táxi de Ramiro Costa era o primeiro na fila da praça de Oliveira de Azeméis, quando um jovem, alto, com um capacete na mão, lhe pediu para o levar a Cucujães, alegando ter sofrido uma avaria na motorizada. O cliente entrou para o banco do passageiro e pelo caminho foram entabulando uma conversa acerca do tempo. “Nunca suspeitei de nada”, sublinhou o taxista ao CM.
Até que junto à passagem de nível do Ferradal, o cliente o mandou entrar por uma estrada estreita em paralelepípedos que dá acesso a uma quinta. “Perguntou-me quanto era o preço da corrida. Disse-lhe que eram quatro euros e pouco”, recorda a vítima.
Nessa altura, o agressor puxou de uma nota de vinte euros e perguntou ao taxista se tinha troco. “Fui à carteira e tirei 15 euros para lhe dar, mas ele nem me deu tempo para nada, porque agarrou no dinheiro e deu-me logo três facadas, duas no rosto e uma na cabeça.”
O ladrão fugiu e o taxista pediu auxílio, na estrada. Foi levado pelos bombeiros para o Hospital de S. João da Madeira, onde foi assistido, recebendo alta médica pouco depois.
Após a agressão, o taxista Ramiro Costa só pensou em “fugir dali e correr para a estrada principal a pedir ajuda”, mas quando viu que também o criminoso se tinha posto em fuga, voltou para o táxi, com a cara ensanguentada, e pediu então socorro.
Apesar de nervoso, Ramiro regressou ontem à praça, “porque ajuda-me a vencer o medo”. Com 58 anos, foi taxista durante 25 em Paris, regressando a Portugal há nove anos, comprando o seu próprio táxi que opera em Oliveira de Azeméis.
OUTROS CASOS
SINTRA
A 13 de Abril de 2004, um taxista de 58 anos foi agredido e esfaqueado numa mão por uma dupla de delinquentes, numa rua de Agualva, Sintra. Os assaltantes levaram um telemóvel e as chaves do táxi.
VINHAIS
Dois brasileiros atacaram pelo pescoço e ameaçaram com uma arma um taxista de 65 anos, em Vinhais, Trás-os-Montes. Na noite de 2 de Julho de 2005, a vítima ficou sem cerca de vinte euros e uma pistola.
QUARTEIRA
Manuel Viegas Gomes, taxista de Loulé, foi esfaqueado três vezes por um homem que transportou de Vilamoura a Quarteira. O crime ocorreu a 10 de Agosto de 2006, e o ladrão fugiu com o táxi da vítima.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)