Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Ladrão filmado escapa a cadeia

Nelson Braga, de 23 anos, apanha cinco anos com pena suspensa. Estava em preventiva.
20 de Novembro de 2013 às 16:06
No assalto à farmácia Cabanelas, o ladrão obrigou o funcionário a ajoelhar-se no chão
No assalto à farmácia Cabanelas, o ladrão obrigou o funcionário a ajoelhar-se no chão FOTO: D.R.

Em menos de uma semana, dois ladrões assaltaram, à mão armada, uma farmácia, dois cafés e um minimercado em Marco de Canaveses. Enquanto um esperava no carro, o outro entrava , encapuzado, com uma pistola - falsa - numa mão e uma faca na outra. Este último, Nelson Braga, de 23 anos, que aguardou julgamento em preventiva, foi condenado a cinco anos com pena suspensa. Já está em liberdade. O suposto cúmplice foi absolvido.

O primeiro assalto, e também o mais violento, foi cometido a 17 de fevereiro deste ano à farmácia Cabanelas, na rua Futebol Clube do Marco. Sempre a bater com a pistola no balcão, exigiu todo o dinheiro da caixa registadora. O roubo foi apanhado pelas câmaras.

Antes de deixar o local com 742 euros, Nelson, estucador, de Tabuado, obrigou o empregado ficar de joelhos e de mãos no ar enquanto lhe apontava a arma - que afinal era uma réplica. Fugiu num automóvel onde o aguardaria um amigo, de 31 anos, agora absolvido em tribunal. Seguiu-se o roubo ao café Faraó e a um minimercado em Soalhães. O último ataque foi ao café Gouveiense.

A dupla foi apanhada pela PJ a 26 de fevereiro. Justificaram que os crimes seriam para compensar a falta de dinheiro.

assaltante absolvido filmado Marco de Canaveses tribunal farmácia cafés minimercado cúmplices
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)