Ladrões assaltam sete vezes a mesma escola

Grupo furtava desde computadores a rebuçados, em jardim de infância de Cantanhede.
Por Paula Gonçalves|13.01.19

Edifícios escolares e juntas de freguesia eram os principais alvo

Ladrões assaltam sete vezes a mesma escola

s de um grupo de quatro assaltantes julgado no Tribunal de Coimbra, pela prática de nove furtos qualificados, entre 2013 e 2016. Os arguidos, que atualmente têm entre 21 e 28 anos, assaltaram sete vezes o mesmo jardim de infância em Corticeiro de Cima, no concelho de Cantanhede.

O método usado era sempre o mesmo: atuavam durante a noite, partiam o vidro de uma janela e no interior furtavam tudo o que podiam transportar. Desde equipamento informático e audiovisual, até chocolates, gelatinas, iogurtes e rebuçados.

Ainda na aldeia de Corticeiro de Cima, o edifício da junta de freguesia foi também assaltado, tendo sido furtado equipamento informático no valor de 1500 euros.

O Ministério Público atribuiu ainda ao mesmo grupo outros assaltos a edifícios públicos praticados já no concelho de Mira. Foram alvo da atuação dos arguidos as instalações da Escola do 1º Ciclo de Carapelhos, tal como a Junta de Freguesia e a Associação Social e Recreativa os Unidos das Donas. Do interior levaram televisores, telemóveis, dinheiro e até um telefone público que estava fixado numa parede.

Segundo a acusação do Ministério Público, cada um destes assaltos era devidamente planeado e no final os arguidos distribuíam entre si os bens furtados. Os prejuízos ascendem a cinco mil euros.

Os assaltantes, desempregados, residem próximo das zonas onde faziam os assaltos ou em concelhos vizinhos.n

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!