Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Ladrões atacam com clorofórmio

Hélder Pimenta, um ex-fuzileiro de 63 anos, ainda não consegue explicar como foi assaltado. Só se recorda que ia a subir as escadas do prédio onde vive, na Arrentela, Seixal, e de repente um homem apertou-lhe o pescoço, encostando-lhe um lenço à boca que o pôs a dormir. Tudo para lhe roubar uma pulseira de ouro que trazia no pulso.

25 de Maio de 2012 às 01:00
Hélder Pimenta só se recorda de ter perdido os sentidos quando subia escadas do prédio

O antigo militar terá perdido os sentidos, segundo fonte policial disse ao CM, devido à inalação de clorofórmio. "Recordo que me senti a desfalecer, até que desmaiei", recordou Hélder Pimenta, pai de um profissional da GNR no activo. O ex-fuzileiro saiu de casa na quarta-feira de manhã e regressou pelas 12h20. "À entrada estavam dois homens, e um deles perguntou-me se conhecia um morador no prédio chamado Bruno. Respondi que só conhecia um Hugo, e segui caminho", acrescentou. O assalto ocorreu quando já ia no primeiro andar. Hélder Pimenta pensa ter ficado desmaiado durante largos minutos, período durante o qual os ladrões aproveitaram para lhe retirar uma pulseira de ouro, cujo valor estima em cerca de 40 euros.

O caso foi denunciado à PSP do Seixal, que investiga.

ROUBO ASSALTO FURTO SEIXAL FUZILEIRO CLOROFÓRMIO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)